GESTÃO: INSTITUTO TROPICAL

Todos os Direitos Reservados © Instituto Tropical

_________________________________________________________________________________________


PÁGINA INICIAL
   |    QUEM SOMOS    |    ESTUDOS   |    PONTES     |    FORUM     |     MEMORIAL     |     PERFIL DOS GRANDES     

|     PANTEÃO     |     POEMAS ÉPICOS     |     DOCUMENTOS     |     OPINIÕES     |     TEXTOS CLÁSSICOS     |     EVENTOS   

 |     OUTROS SÍTIOS    |     RESENHAS     |     FALE CONOSCO

 

 

 

PATRONOS DESTE WEBSÍTIO

Washington Luis, Jaime Cortesão, Afonso de Taunay, Raposo Tavares e Fernão Dias Pais.

 

GRANDE ÍCONE

Monumento às Bandeiras, de Victor Brecheret (no Parque do Ibirapuera – São Paulo)

_____________________________________________________________

Nota: Dos dois lados desta página, reproduzimos fotos das estátuas monumentais de Raposo Tavares e Fernão Dias Pais que se encontram na sala de entrada do Museu Paulista do Ipiranga, como alegoria da defesa da nossa cultura.

  “Os historiadores das bandeiras paulistas, e os mais emi­nentes, estão de acordo em considerar Antônio Raposo Tavares como o maior de todos os bandeirantes, e até como uma das maiores figuras da exploração geográfica, em todos os tempos.

   Desde Washington Luís que esse movimento de admiração vem aumentando.

   Oliveira Viana e Taunay, para realçarem a categoria do herói, chamaram-lhe homeríada.

   Taunay atribui-lhe o papel principal na expansão territorial, que alar­gou, de um lado, o Brasil até o Rio Grande do Sul, do outro, até Mato Grosso.

   Ellis Júnior salienta no “super-homem” a sua capacidade singular de organizador militar e tático das bandeiras.

   E Júlio de Mesquita Filho encerra o coro de louvores, erguendo Raposo Tavares a “herói de uma das mais famosas façanhas de que guarda memória a história da huma­nidade”.

Jaime Cortesão.

Introdução à História das Bandeiras

Livros Horizonte. Lisboa, 1975.

 

A GLÓRIA DOS BANDEIRANTES